Coluna Estefânia Adams

APRESENTAÇÕES E CUMPRIMENTOS

Leila Moura, Mulheres Donas de Si (1)               Confesso que este não era o tema desta postagem, mas resolvi atender a um pedido e comentar um pouco sobre apresentações e cumprimentos. Não vou me estender nas regras formais, pois estas estão disponíveis em arquivos e manuais que podem ser pesquisados, inclusive, na Internet. Caso queiram ler sobre o assunto, sugiro que verifiquem a fonte para ter certeza de que as informações são corretas e seguem as regras da etiqueta formal. A Internet é recheada de conteúdo sobre o tema, mas nem todos estão embasados em conhecimento.

               O que motivou esta abordagem, porém, foram os vídeos e imagens divulgados durante a posse do novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em especial sobre situação envolvendo Michelle Obama e Melania Trump.  Em um determinado momento, o casal Obama aguardava a chegada de Donald Trump e sua esposa na porta da Casa Branca. Postados ao pé da escada, assistiram Trump descer do carro sem esperar por sua esposa, se dirigir a eles e, de imediato, iniciar os cumprimentos. Melania, visivelmente sem jeito, sai do automóvel depois que o marido, sobe as escadas e também inicia os cumprimentos, presenteando em seguida Michelle.  De costas para a esposa, Donald Trump praticamente ignora a presença da mulher. Mesmo que a regra diga que os homens cumprimentam-se primeiro e a seguir apresentam suas acompanhantes, o que vimos foi Melania chegando sozinha – com o marido de costas para ela – cumprimentando primeiro Obama e logo depois Michelle. As imagens e vídeos que mostram esta descrição pipocaram nas redes sociais e em outros tantos canais, gerando as mais diversas discussões, incluindo memes.

               O fato é que, independente do cerimonial proposto – o mais rigoroso e competente possível, já que estamos falando na troca de presidência do mais poderoso país do mundo – Donald Trump, sem se importar com sua esposa, comportou-se como se estivesse sozinho. Melania, mesmo sendo uma mulher acostumada a transitar pelos lugares mais luxuosos do mundo, mostrou-se visivelmente insegura em sua condução. Coube a Obama e Michelle, acostumados com cerimônias oficiais e familiarizados com aquele ambiente, conduzirem a situação, com toda a naturalidade e elegância que lhes é peculiar.

             O que quero dizer com isso é que, com exceção das regras formais de etiqueta que devem ser mantidas sempre, com todo destaque para as regras de precedência, o importante é agir com naturalidade, sem nunca esquecer que cordialidade, gentileza e educação andam sempre juntas.  Eu resumiria dizendo: não parta para os exageros em fala, beijos e abraços esfuziantes. Deixe estes para a sua família e seus amigos mais íntimos. Mas não esqueça que gentileza e delicadeza no trato são sempre muito bem-vindos. Afinal, apresentar ou cumprimentar pessoas exige, na verdade, certa dose de atenção e todo o bom senso. Educação e cordialidade são palavras de ordem por aqui!! Ilustro isso com uma passagem de Glória Kalil (adoooro ela!!!) que diz: “É sempre o superior hierárquico quem dá o sinal. Se você for apresentado à Presidente da República, por exemplo, é ela quem vai sinalizar se beija ou não; no caso de duas pessoas da mesma idade e situação profissional, é a mulher que mostra se está a fim de cumprimentar com beijo ou se prefere ficar só no aperto de mãos.” 

               Mas lembre-se: como a posse de presidentes e outras autoridades não faz parte da nossa rotina, não seja tão rígido no cumprimento à etiqueta. Bom senso, educação, cordialidade e gentileza sempre!. E se tiver que beijar durante uma apresentação ou cumprimento, não evite pensando em regras formais. Seja natural, cordial, mantenha discrição e mostre que não existe nada melhor do que conhecer ou rever as pessoas.

5124-0048-04151

Estefânia Adams, Relações Públicas!

Logo

Mensagem Anterior Próximo Post

Você Pode Gostar Também

Sem Comentários

Deixe uma resposta