Percorrer Categoria

Cultura

Cultura, Viagens

ITÁLIA LÍNGUA E CULTURA – CAMPUS MAGNOLIE !

25436507_10212697249364165_1591776747_nScuola di Lingua e cultura italiana, situada na pequena localidade de Castelraimondo, província de Marche, região central da Itália, proporciona aos interessados em estudar a língua italiana uma ótima oportunidade de aperfeiçoar ou também iniciar seu estudo, combinado com viagens por toda a Itália conhecendo sua cultura, gastronomia e bons vinhos.

Saímos de Santa Maria em direção a Europa para conhecermos este programa que nos foi apresentado e que nos encantou por suas peculiaridades. Passamos o mês de novembro de 2017, vivendo esta experiência.

Os alojamentos eram na própria escola, simples, mas confortáveis.

As aulas de italiano aconteciam durante as manhãs das 8:30 às 12:30 e pela tarde tínhamos lições itinerantes conhecendo e visitando localidades próximas, seus museus, suas igrejas, castelos e tantos outras possibilidades culturais que o velho continente pode proporcionar. Tudo na Itália respira história.

Nas tarde de lições itinerante visitamos várias localidades e aprendemos muito sobre a cultura italiana.

Dentre as localidades visitadas podemos destacar: a pequena aldeia de FERMO e Torre di Palme, com suas ruelas estreitas encantadoras.20171101_143421

ASSISI, terra natal de São Francisco de Assis, patrono da Itália, onde também se encontra a basílica de Santa Chiara, santa seguidora de Francisco, nesta basílica se encontra o crucifixo de São Damiano, com o qual o santo conversava.  Na basílica superior de São Francisco encontram-se obras de Giotto e na cripta os restos mortais do santo. Na imponente basílica de Santa Maria degli Angeli, também nas proximidades, encontra-se a Porciúncula, pequena igreja construída por São Francisco e onde ele morreu. A pequena igreja está situada no meio da basílica e é muito interessante visitá-la.

Outras localidades visitadas foram: PIORACO, onde visitamos o Museu da Carta, com a demonstração de como iniciou a fabricação do papel, primeiro com a utilização de roupas velhas, principalmente de algodão, que eram desfiadas e trabalhadas para que se tornassem papel; MACERATA, lugar onde o Papa Nicolau IV criou, em 1290, um centro de estudos, transformado posteriormente em uma das mais antigas universidades italianas. Na província de Macerata encontra-se a arena lírica Sferisterio, onde se apresentaram monstros sagrados da ópera; castelo de GRADARA, onde conta-se ter acontecido fatos narrados na Divina Comédia de Dante Alighieri;  RIMINI, com sua agitada vida noturna balneária; PERUGIA, a encantadora capital da Umbria, perto do Rio Tibre, com a Fontana Maggiore e a Catedral de Perugia. A universidade de Perugia para estrangeiros é a mais antiga instituição da Itália com foco no ensino da cultura e da língua do país; a república de SAN MARINO, com seus murros medievais, o Palazzo Pubblico e frente a ele a estátua da Libertá, a basílica de San Marino; misturam-se história, religião e cultura, mas também compras, porque em San Marino muitos produtos podem ser comprados a preços menores; LORETO, no interior da Basílica de Loreto, meta de peregrinação das mais importantes da cristandade encontra-se a Santa Casa di Nazaret, que segundo a crença os anjos transportaram para salvá-la dos invasores turcos; PORTO RECANATI, importante centro turístico no verão; GROTTE DI FRASASSI, onde a natureza presenteia com os jogos de luz e as surpreendentes formas rochosas disseminadas ao longo de uma paisagem quase lunar, entre estalactites e estalagmites que constituem um espetáculo único para os olhos do visitante. 20171122_170208

Uma tarde foi particularmente encantadora quando fomos ao MONTE SIBILLINI, para vermos paisagens nevadas maravilhosas .20171121_143058Nos finais de semana eram proporcionados Gran Tours. Na primeira semana o Gran Tour do Norte: com Veneza da Piazza San Marco, palazzo Ducale, a Ponte di Rialto a mais antiga daquela que é a cidade das 300 pontes, com o inesquecível passeio de gôndola por seus canais de estreitas ruelas.20171104_115433

Cortina D’Ampezzo, a grande rainha das dolomitas, região montanhosa belíssima; Lago di Misurina, onde se espelham as imponentes Dolomitas; em Sillian na Austria, visitamos a fábrica de chocolate Loacker;  Trento,  o centro da região trentina e Verona, de Romeu e Julieta, da famosa Arena, anfiteatro romano muito bem conservado e  da Piazza delle Erbe.

Na segunda semana o Gran Tour do Sul: que abrangia Roma,  com a grandiosidade do Coliseu e do  Foro Romano, cujas ruínas se admiram caminhando ao longo da Via dei Fori Imperiali, do Altare della Pátria, da Piazza Venezia, da Fontana di Trevi, Piazza di Spagna e Piazza Navona; o Vaticano, com a imensa cúpula de São Pedro, onde se poderia receber a benção papal;  Napoli, cidade do sol e da música, do Maschio Angioino, imponente castelo, do Teatro San Carlo; Pompei, destruída pelo Vesúvio em 79 d.C; a Costa Amalfitana(Sorrento, Positano, Amalfi), área paisagísticamente única, onde rocha, vegetação mediterrânea e mar  fundem-se em um espetáculo para os olhos, não por acaso patrimônio da Unesco.

Voltamos para Napoli e seguimos, no início da semana para a PUGLIA e BASILICATA onde visitamos BARI com a Basílica de San Nicola; POLIGNANO A MARE com belíssima costa e o monumento a Domenico Modugno.
25488837_10212697239923929_205193324_n

ALBEROBELLO, com suas construções típicas arredondadas e telhado em ponta; MATERA, com construções inscrustadas na rocha onde jantamos em um restaurante com  paredes rochosas e ambiente acolhedor.

20171114_193902

Terminamos o tour visitando SAN GIOVANNI ROTONDO, onde encontra-se o santuário do Padre Pio.Na terceira semana visitamos FIRENZE, o berço do Renascimento e da Língua italiana, da Piazza Santa Croce dominada pela fachada da basílica do mesmo nome onde repousam Galilei, Michelangelo e Machiavelli, da Piazza della Signoria, da Galleria degli Uffizi, da Ponte Vecchio repleta de joalherias, e da Basílica de Santa Maria Del Fiore, entre outras genialidades.  PISA, antiga república marinheira, da famosa torre pendente,  sede da Normale, universidade entre as mais prestigiosas do mundo. Viajamos de trem de Pisa a Siena, onde pernoitamos. Saímos para jantar em um restaurante típico, muito acolhedor, caminhamos por suas ruas estreitas, seus becos, muito interessante.  SIENA, cidade de Santa Caterina e de seu santuário, do primeiro banco do mundo o Monte dei Paschi e da Piazza Del Campo, ponto de chegada do famoso Palio, corrida de cavalos em que as 17 partes da cidade desafiam-se em um evento cordialíssimo relembrando uma tradição antiga e o Duomo, igreja cujo interior é belíssimo.20171119_103351_001

SAN GIMINIANO, com suas 16 torres que se sobressaem altas no céu, uma aldeia perfeitamente conservada pelo tempo onde se respira história.

Para os amantes da língua e cultura italiana uma boa informação é que quanto maior for o conhecimento da língua, melhor será o seu aproveitamento, porque os professores se tornam os guias nas viagens culturais programadas e como só falam em italiano para quem entende mais o aproveitamento é maior.

Visitamos a Itália de norte a sul,  leste e oeste, estudamos sua língua e cultura, nos deliciamos com a maravilhosa gastronomia italiana e para os apreciadores do vinho foram consumidos muitas garrafas do produto. Um mês realmente inesquecível.25395520_10212698320670947_2136483180_nFátima  Ines Miron.

Cultura

O Chapéu dos Desejos!

Capa             “O Chapéu dos Desejos” é uma publicação independente da autora e conta a história de Estrela, uma menina linda, que mora com sua mãe, Bela, em um pequeno casebre na Vila Florida. Durante uma tempestade, a menina desce o morro assustada para procurar a mãe no trabalho. No caminho, encontra uma simpática vendedora de chapéus, que lhe presenteia com um chapéu mágico, capaz de mudar suas vidas para sempre.Capa              Angela Ponsi é arquiteta e urbanista formada pelo Uniritter em 2005, com Pós-Graduação em Direito Urbano e Ambiental pela Fundação Escola Superior do MinistérioPúblico/RS (FMP). Mora em Porto Alegre/RS. Trabalha com projetos arquitetônicos e graficação em Autocad, Corel Draw e Photoshop; publicação e edição de livros, ilustrações e projetos gráficos para livros, revistas e quadrinhos; faz diagramação e layout de sites e blogs; cria personagens e história infantil. Desenvolve projetos literários com escolas, entidades culturais e educacionais. Atualmente, sua atenção está voltada para a criação da sua própria editora – Conto Literatura, que pode ser visualizada no site: http://www.contolivroinfantil.com.br/

20171102_220437

            O lançamento do livro e a sessão de autógrafos acontecerá no dia 07 de novembro, às 18:30, na Feira do Livro de Porto Alegre.

Cultura

Lançamento de livro: Recuperação de Mata Ciliar

Andressa Barros Lancamento do Livro Andrea Barros _0075

Pic by Andressa Barros Fotografia

A Promotora de Justiça, viajante inveterada e colunista do blogue está lançando seu livro, fruto da sua dissertação de Mestrado em Ambiente e Desenvolvimento. Com o título Recuperação de Mata Ciliar: um olhar entre a sustentabilidade e a legislação ambiental, a autora aborda, dentre outros temas, o Programa de Recuperação Sustentável da Mata Ciliar do Rio Taquari, que coordena há 3 anos e abrange 14 municípios.

O programa tem como objetivo a recuperação de parte da mata ciliar do Rio Taquari, de forma a permitir, concomitantemente, a proteção da água e a manutenção da pequena propriedade produtiva, pois na zona rural do Vale do Taquari mais de 90% das propriedades são de até um módulo fiscal. A Univates, a fim de definir a área a ser preservada em cada propriedade, propôs critérios técnicos, como a análise do solo e o estágio de regeneração da vegetação, que é integrante do Bioma Mata Atlântica. A partir desse estudo, propunha-se a preservação de 10m, 20m ou 30m a partir do topo do talude (barranco) do rio.

A ideia começou a ser pensada em 2001, a fim de minimizar os efeitos das enchentes em um dos bairros mais atingidos em Estrela. Em 2008 foram firmados ajustamentos de conduta com os primeiros municípios, que passaram a implementar o então Projeto Corredor Ecológico. De lá para cá, a situação ecossistêmica melhorou bastante, já se observando o retorno de fauna, bem como o bom desenvolvimento florístico. O aumento da área recuperada pode ser percebida, ainda, por imagens de satélite.

O primeiro evento de lançamento ocorreu em Lajeado, na Univates e o segundo em Belo Horizonte, durante o Congresso Nacional do Ministério Público, no último dia 28 de setembro. Os próximos eventos serão:

06/10 – 20h30min – encerramento da Feira do Livro de Frederico Westphalen (Praça Avelino Cerutti)

07/10 – 17h – Vitrola Café, em Frederico Westphalen

18/10 – 19h – Abertura da Feira do Livro de Lajeado

20/10 – 19h – Livraria Saraiva do Shopping Praia de Belas, em Porto Alegre.

08/11 – 14h – Ok Idiomas em parceria com o Colégio Santo Antonio, em Estrela.

 

O livro pode ser adquirido pelo sítio da Livraria Saraiva.

 

capa do livro

Cultura

Filme Santa Maria – Fragmentos no tempo

caparevista

               Onde estão nossas memórias? Inquietação da Fundação Eny que levou a produção do Filme Santa Maria – Fragmentos no Tempo. Segundo a pesquisadora Marilice Doronco…”parte da resposta foi encontrada em latas de filmes guardadas por mais de seis décadas. Graças ao amor que sempre tiveram pelo cinema e pela preservação da história de Santa Maria, Salvador e Guido Isaia não apenas fizeram registros da cidade, mas também os guardaram, mantendo vivas essas memórias”

foto26

               Os filmes de 16mm, passaram por um processo de meses, de indas e vindas entre Santa Maria e Campinas, aonde o acervo foi digitalizado para manter a qualidade das imagens.

foto 9               “De acordo com Guido Isaia, mexer com as lembranças sobre a produção e o conteúdo daqueles filmes não foi um processo simples, envolveu recordações relacionadas a seu pai, a sua mãe, e aos avós, já falecidos, e ao próprio desejo de Salvador Isaia em registrar memórias de seus filhos. Mexer no baú das recordações afetivas pode ser um processo complexo e doloroso. Mas Guido Isaia se propôs a essa experiência, e o que descobriu quando seu antigo projetor Bell & Howell voltou a funcionar converge no sentido do desejo que ele e seu pai sempre tiveram, de construírem formas de preservar as memórias de sua família, da Eny Calçados e da cidade que escolheram para viver.” Marilice Daronco

8               O resultado desse trabalho foi apresentado na Eny Calçados do Shopping Praça Nova, dia 26 de setembro de 2017, para um público atento, que aplaudio com estusiasmo.

20

              O Senhor Guido Isaia falou da paixão do pai em registrar momentos em família e no trabalho, desenvolvendo nele próprio encantamento pela arte de filmar.

5

              Esse projeto teve a Coordenação de Caroline Viana (Relações Públicas) e o trabalho de pesquisa do próprio Senhor Guido Isaia e das pesquisadoras Luiza Haesbaert (Arquivista) e Marilice Daronco (Analista de Comunicação)19Clientes e amigos prestigiaram o evento!6Mulheres Donas de Si emocionadas com o belo trabalho!

As fotos do Evento são de Germano Rorato Neto/ Fundação Eny