Percorrer Categoria

Viagens

Viagens

Salto do Yucumã!

IMG_0375 (3)-2               O Salto do Yucumã, maior salto longitudinal do mundo, está localizado no Parque Estadual do Turvo (Derrubadas/RS). Com 1800 metros de extensão, suas quedas podem chegar de 12 à 15 metros de altura.  A fenda no Rio Uruguai que o forma possui uma largura média de 30 metros e profundidade estimada em torno de 90 à 120 metros.

Visto da margem brasileira, mais baixa, o Salto apresenta-se como um degrau basáltico, coberto por uma cortina de águas brancas e ruidosas. É importante salientar, que a visibilidade das quedas está diretamente relacionada à vazão do Rio Uruguai, quanto menor a vazão do rio, maior a visibilidade do Salto.

23022275_10212354712880967_94093621_n

               Na entrada do Parque Estadual do Turvo existe o Centro de Visitantes, local onde os visitantes recebem informações mais aprofundadas sobre o parque, contendo temas ligados à importância da Mata do Alto Uruguai e à conservação da biodiversidade. A descida até o Salto do Yucumã é feita através de uma estrada de 15 km, que atravessa as matas exuberantes do parque. No final da estrada, chega-se até uma clareira (área de recreação) com cerca de 2 hectares, é neste local onde os veículos terão que ficar estacionados. O caminho até o Salto é feito à pé, através de uma trilha com cerca de 500 metros.

         Muito bom andar por meia hora ou mais, no meio do mato, e até avistar  aves e animais selvagens. O silêncio deve  ser total, para  não espantá-los. A vegetação é exuberante. Eu, Marlene Sager fiz esse passeio  com trinta e cinco jovens de dezesete países, que estavam fazendo intercâmbio pelo Lions Clube Internacional no Brasil.23022277_10212354665799790_1805646553_n

23023697_10212354712920968_1521847212_n23023780_10212354667279827_111127109_n

               Vale todo o sacrifício! Depois  da trilha,  tem mais um trecho em estrada de terra, o lugar não tem uma boa estrutura turística, apenas local para fazer churrasco ou piquenique.23107630_10212354667759839_784974286_oNo caminho muitas surpresas com a mãe natureza.

Borboleta3 Click  feito pelo fotografo Mauro Castanho. 23115053_10212354665999795_37272468_n               O salto é gigante e maravilhoso! Uma das paisagens mais lindas que vi e, ainda  tive a sorte  de não ir em época de chuva.

23023821_10212354666599810_90576897_nO lado brasileiro tem a melhor vista,  curtimos muito o passeio e  super recomendamos!IMG_0173 (2)-27Vera Franz, Marlene Sager e Cleusa Specht.23146518_10212366482815208_1275695271_nNo lado argentino é possível contratar um barco  e fazer esse passeio pelo Rio Uruguai , e  curtir  toda beleza  que a natureza nos proporciona.

IMG_0174 (2)-1Mara Maciel, Vera Franz, Marlene Sager, Nádia Schnell e Cleusa Spech.YUCUMÃ1YUCUMÃ2-2YUCUMÃ9

Fotografia: Mauro Castanho, Cleusa Specht e Marlene Sager.

 Derrubadas – RS.
Telefone: (55) 3616-3071
Fonte: http://www.turismoyucuma.com.br
Viagens

Itá: um paraiso para curtir a natureza e se divertir!

DSC_0373

A História de Itá

               Em 1956, fruto da coragem e determinação de migrantes gaúchos, descendentes de alemães e italianos, nascia a cidade de Itá/SC, que em tupi-guarani quer dizer: Pedra. O pequeno município cresceu rápido, em virtude do árduo trabalho e dedicação de seus colonizadores. Em 1967, surgem as primeiras notícias de que uma usina hidrelétrica seria construída na região, no Rio Uruguai, que banha Itá. Como tratava-se ainda de uma suposição, a cidade continuou a crescer e a desenvolver-se. Até que, em 1978, vem a confirmação: A cidade iria desaparecer para dar lugar ao lago da usina.

              Logo depois, a população itaense iniciou a construção de uma nova cidade, inaugurada em 1996. Totalmente planejada, com um moderno conceito arquitetônico que se destaca na beleza exuberante da região, a cidade representa o princípio de uma nova fase para Itá. Mas o povo de Itá não deixou pra trás a sua história. Sua cultura e suas lembranças são preservadas nas casas de memória Camarolli, em estilo italiano, e Alberton, em estilo germânico. Residências de pioneiros que foram relocadas para a cidade nova.

              O Rio Uruguai, que sempre esteve presente na história de Itá, trazia agora uma nova surpresa: No seu leito é construída a Usina Hidrelétrica Itá, gerando 1.450 Megawatts de energia para todo o Brasil. O lago da usina, que começou a se formar em 2000, favoreceu o surgimento de novas alternativas de lazer e esportes.

20170824_192455               Marlene Sager, Leila Moura e Janice Merigo visitando as torres da antiga Igreja Matriz São Pedro, situadas no meio do lago que submergiu a antiga cidade.

DSC_0408Centro de Itá.DSC_0464Marco Inaugural da nova cidade de Itá!

DSC_0442               A cidade oferece várias atrativos, como o Funicular; um passeio de bonde, existente apenas dois no Brasil! Além dessas atrações, você pode curtir o Eco Parque, as Trilhas de Arvorismo, o Paintball e a antiga Tirolesa.DSC_0455Para quem aprecia uma aventura, existe a opção de andar de tirolesa sobre o lago.

DSC_0489               Uma das opções no final de tarde é realizar um passeio de barco e curtir o pôr do sol com lindas paisagens, chegando próximo as torres.

1               O Itá Thermas Resort e Spa é um universo de lazer, diversão e tranquilidade para todas as idades.

               Os visitantes também encontram um bar com vista para o lago, complexo esportivo, academia, auditório, bar molhado, Spa e piscinas de águas termais que possuem efeitos terapêuticos como ação anti-inflamatória, antitóxica, além de hidratar e reduzir nossos níveis de gordura, beneficiando também diversas outras áreas da saúde.2

Ótimas instalações e atendimento de qualidade.

2a               Nas diárias estão incluídas: café da manhã, almoço e jantar, com comida de padrão internacional. Oferecem uma grande variedade de cardápios temáticos como: Italiano, Alemão, Frutos do Mar, Volta ao Mundo, Mexicano, além dos tradicionais Churrasco e Feijoada.

2bOs hospédes podem desfrutar de várias piscinas térmicas.

3               O hotel oferece caminhadas orientadas (inclusive uma delas leva os turistas à conhecerem uma famosa cachaçaria), hidroginástica, salas de jogos, trilhas ecológicas, boliche eletrônico, noites temáticas, bailes com música ao vivo e roda de viola.4Na parte externa existem várias piscinas com águas termais.

20170823_173740Marlene Sager, Maria Inês Dias , Leila Moura e José Francisco Silva Dias, nossos companheiros de viagem.

DSC_0155DSC_0189Bonitos espaços que convidam ao descanso e ao relaxamento.DSC_0158Marlene SagerDSC_0173Maria Inês e José Francisco Dias.DSC_0175Leila MouraDSC_0190O entardecer é lindo!

22811427_10212315306095822_584831965_n

               A noite você pode curtir uma água quentinha nas piscinas e com serviço de bar, com várias opções de drinks. Uma delícia!

post_Itá (1) Convidamos você para nos acompanhar na próxima viagem!

Faça contato com a Planalto Turismo pelo fone 55.3222 7733.

Fonte de Pesquisa: Site do Itá Thermas

Viagens

Cidades Históricas de Minas Gerais: você precisa conhecer!

WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.32 (1)

Acabei de voltar de um roteiro que há muito tinha vontade de fazer: as cidades históricas de Minas Gerais. Foram 7 dias curtindo muita mineirice, seja na arquitetura, na comida, no jeito de ser ou no papo sempre agradável dos mineiros. Ah, a viagem foi a dois.

O voo saiu de Porto Alegre por volta das 5h40min da manhã e às 9h30min chegamos em Confins, cidade metropolitana de Belo Horizonte. Por volta de 11h30min, já tinha alugado o carro e saia, na BR-040, rumo a Tiradentes.

WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.32 WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.33

No dia seguinte, pela manhã, fomos visitar São João Del Rey, mas nos perdemos na história de Tancredo Neves, contada em detalhes no Memorial que leva seu nome e mantido pela família. No fim da visita, mais de uma hora de prosa com sobrinha dele, que cuida da lojinha. Resultado: precisamos retornar no sábado para visitar os demais pontos turísticos da cidade.

WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.33 (1) WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.34

Seguimos para Bichinho, um distrito de Tiradentes, conhecido pelo excelente Tempero da Ângela (restaurante) e pelo bonito artesanato. Terminamos o dia em Tiradentes, prestigiando diversas atividades culturais organizadas pelo SESC, especialmente um concerto de órgão na Igreja Santo Antonio. Inesquecível!

WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.34 (1)

No terceiro dia, voltamos para São João Del Rey (cerca de 15 km de Tiradentes) e fomos direto à Igreja São Francisco de Assis. Lá contratamos um guia que seguiu conosco pelas ruas do Centro Histórico. Esta igreja é considerada uma das mais ricas em ouro do País. É ali, também, que Tancredo Neves está sepultado.

WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.35

Depois, visitamos a Igreja de Nossa Senhora do Carmo (foto) e a Catedral de Nossa Senhora do Pilar, ambas no Centro Histórico.

WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.36

Pegamos a estrada rumo a Ouro Preto. No caminho, provamos o delicioso rocambole de Lagoa Dourada e visitamos os Profetas de Aleijadinho, em Congonhas. Chegamos no final da tarde no nosso destino.

WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.37 WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.37 (1)

Nosso hotel ficava dentro do Centro Histórico, cerca de 200m da Praça Tiradentes, a principal. A questão é que o morro é íngreme demais para se chegar lá. Mas a vista da cidade compensa todo o esforço.

Contratamos um citytour por Ouro Preto para o domingo, porque eu me neguei a dirigir por aquelas ladeiras. Além de as ruas serem estreitas, existe um código de trânsito não escrito entre os moradores. Preferi não arriscar.

Visitamos várias igrejas das 23 existentes. Dentre elas, a Capela do Padre Faria (foto). E depois, na Mina do Jeje, onde pudemos conhecer como era a extração do ouro.

WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.38 WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.39

Na segunda-feira, quase tudo fecha em Ouro Preto. São poucas as atrações que podem ser visitadas. Decidimos contratar uma fotógrafa, a Ane Souz, que nos acompanhou durante o dia inteiro, e fizemos fotos turistonas nos pontos de Ouro Preto e outras nem tanto. Fomos até para o interior, em Lavras Novas, para andar a cavalo. Sim, amamos a natureza e descobrimos que na Serra de Buieié existem várias cachoeiras. Motivos para voltar, não é mesmo? O cachorro fofo da foto é o Bacco. Ele tem até facebook!

WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.39 (1) WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.40 WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.40 (1) WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.43 WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.43 (1) WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.44 WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.44 (1) WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.45 WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.46 (1)

Na terça-feira, fizemos um citytour incluindo Mariana e a Mina de Passagem, a maior mina de ouro aberta por explosão controlada, que fica entre Ouro Preto e Mariana. Ela já foi a maior mina de ouro em funcionamento, atualmente é explorada apenas turisticamente, sendo possível mergulhar em seu interior  (apenas quem faz mergulho e tem o curso de mergulho em cavernas – uma especialidade do mergulho avançado, que se chama Advanced Open Water Diver – pode se aventurar nessas águas cristalinas e geladas. Por fim, visitamos, também, o Museu Casa dos Inconfidentes.

WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.41

Esse Pelourinho fica na praça de Mariana. Aqui os escravos eram ‘exemplados’ publicamente, uma parte triste da nossa história, cujas marcas são muito visíveis naquela região.

WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.41 (1) WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.42 WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.42 (1)

De Ouro Preto, no dia seguinte, partimos para Belo Horizonte, para encerrar o passseio. Esse roteiro pode ser cumprido em 5 dias. E não é absurdamente caro. Ademais, vários recortes da história brasileira ocorreram em Ouro Preto: lá se aprende sobre a história política, econômica, artística (Aleijadinho, por exemplo) e literária (quem não se lembra de Marília de Dirceu, de Tomás Antonio Gonzaga?) do Brasil.

WhatsApp Image 2017-10-04 at 23.10.38 (1)

E a comida? Nem vou entrar nesse detalhe… mas aquele queijo com goiabada é a perfeição…

 

E aí, já está buscando as passagens? Corre porque tem muito para se fazer por lá!

 

Até a próxima!andrea-barros-particular2

Viagens

Top 5 em Florença/Itália

1639 - Duomo de Florença - Santa Maria dei Fiori

Florença (ou Firenze) é a capital da Toscana e o berço do renascimento italiano. É considerada uma das mais belas cidades do mundo e caminhar a esmo por suas ruas é um espetáculo à parte. Separei 5 atrações imperdíveis por lá (mas tem muito mais).

Duomo

A Catedral de Santa Maria del Fiore é o “Duomo” de Florença e está localizada na praça homônima. Sua cúpula é famosa pela pintura que possui, de autoria de  Brunelleschi, um importante arquiteto. Foi construída em 1296 e inaugurada em 1436. É possível subir até a cúpula mediante o pagamento de ingresso. O acesso à igreja é gratuito.1653 - Duomo de Florença - Santa Maria dei Fiori - Cúpula de Brunelleschi

Ponte Vecchio

A Ponte Vecchio é uma ponte em arco medieval sobre o Rio Arno. Foi  inaugurada em 1345. Atualmente possui várias joalherias. Mas sua história comercial remonta à época do Império Romano, quando pequenos comerciantes ali se estabeleciam para a prática comercial, desde que autorizados pelo bargello, a autoridade municipal da época.

1707 - Ponte Vecchio - Florença

Piazzalle Michelangelo

O lugar perfeito para uma vista inesquecível de Florença. Vale subir até lá para apreciar o por-do-sol.

1855 - Florença

Davi

Uma das obras mais perfeitas de Michelangelo pode ser apreciada bem de pertinho na Galeria della Academia. A escultura retrata o herói bíblico com um realismo anatômico impressionante. É considerada uma das mais importantes obras do Renascimento.

David_von_Michelangelo

Galeria Uffizzi

A Galleria degli Uffizi é dividida em cerca de cinquenta salas ou ambientes.Algumas delas são dedicadas aos maiores artistas do Renascimento, tais como Leonardo da Vinci e Rafael Sanzio. Também, há salas com arte clássica da Roma antiga, obras de Michelangelo, Tiziano, Durer e Rubens, além de uma grande coleção de quadros de Botticelli.
E por falar em Botticelli, talvez a sua obra mais importante, ou pelo menos um das mais, é O Nascimento de Vênus, pintada em 1485, talvez. A técnica utilizada é têmpera sobre tela e mede 172,5 cm de altura por 278,5 cm de largura. É linda e enorme.
galeria uffizi
o nascimento de venus

Se você estiver indo para Florença, reserve, pelo menos, 4 dias inteiros na cidade para desfrutá-la ao máximo. Há muito para ser feito e visitado por lá. E dá para fazer passeios bate-e-volta, como o que fizemos, de trem, para Pisa e Luca.

Quer se ambientar um pouco mais em Florença? Leia Eu, Monalisa, como sugeri aqui. Se quiser saber mais sobre nossa viagem para a Itália, clique aqui.

Até breve!

andrea-barros-particular2!

Viagens

Brasília: uma cidade encantadora!

DSC08502Eu poderia começar perguntando o que lhe vem à cabeça quando alguém menciona Brasília perto de você, mas não vou fazer isso porque não quero nem imaginar a sua resposta. Agora, falando sério: você já pensou em visitar a capital federal um dia? Se não, sugiro que você pense no assunto e aproveite um dos próximos feriados para ir para lá. Brasília é uma cidade sensacional. Estive lá há pouco mais de um mês pela terceira vez e me apaixonei de novo. Ignore todas as barbaridades que acontecem por lá, ok? E divirta-se ao máximo, porque Brasília tem uma vida cultural que abrange todas as regiões do Brasil, é o centro cultural do país, literalmente. Tem atrações para todos os gostos!A chegada em Brasília já é linda porque, conforme o lado em que você está sentado no avião, você consegueter essa visão ali de cima do plano piloto, identificando o formato de avião e o lindo Lago Paranoá. E o aeroporto, que mais parecia uma rodoviária, foi totalmente remodelado.DSC08542Este é o Palácio da Alvorada, residência oficial do Presidente da República. É possível se acompanhar a troca da guarda, também. Entretanto, em razão dos últimos acontecimentos, não foi possível, desta vez, chegar até a frente dele.

DSC08569Na Praça dos Três Poderes, encontram-se o Palácio do Planalto, local onde o Presidente da República trabalha. Também está a sede do Poder Judiciário (STF) e o Congresso Nacional. No meio, a maior bandeira brasileira hasteada permanentemente, ao lado do Panteão Nacional.

DSC08577Nessa praça há uma maquete do Plano Piloto. Brasília foi totalmente desenhada por Oscar Niemeyer e toda essa região está tombada pelo Patrimônio Nacional e pela UNESCO em razão do seu conjunto arquitetônico. Não se esqueça de se hidratar. Há meses muito secos por lá, com clima próximo ao desértico. Tenha sempre água consigo.

DSC08583A visita ao Panteão é gratuita, assim como a visita ao Palácio do Planalto, ao STF e ao Congresso Nacional. Organize-se nos horários, pesquisando nos saites oficiais.

DSC08607De cima da Pira da Pátria, é possível se vislumbrar a esplanada dos ministérios. E também o Candango, a estátua que foi erguida em homenagem àqueles que construíram a cidade. Aliás, existe aqui ao lado a vila dos construtores.

DSC08628O Eixo Monumental possui muitas atrações ainda. A Torre da TV é uma delas e de lá se tem uma belíssima visão da cidade. Tanto para o lado da Esplanada como para o do Memorial JK. Na parte de baixo, uma feirinha de artesanato muito legal, que eu tenho certeza de que você vai gostar.

DSC08650 DSC08658À noite, o chafariz é iluminado e possui música ambiente. O local é seguro, aliás, como toda essa região da cidade.

DSC08667A Catedral de Brasília é outro ponto alto da cidade. Mas não se esqueça: ela fecha às 17h, aliás como toda essa parte cívica. Você precisa se organizar para não se perder nos horários.

DSC08704 DSC08710 DSC08715O Palácio do Itamaraty é lindo de dia e de noite. Quando fui, a visitação estava suspensa em razão do encerramento do contrato com a equipe. Mas já me disseram que é uma das visitas mais legais que tem por lá. A iluminação noturna deste prédio e da Catedral são uma atração à parte.

DSC08752O Congresso Nacional abriga de um lado a Câmara dos Deputados (quem olha de frente, o lado direito) e o Senado Federal (lado esquerdo). A visitação ocorre de hora em hora e não é permitido o acesso de bermudas (nós tivemos que voltar em casa para troca de roupa).  Deixando as questões políticas de lado, a visita é interessante e possui material para crianças e adolescentes, também.

DSC08802Abaixo, o plenário do Senado Federal e a famosa bandeira feita com uma escova (tem também a Catedral e o Congresso Nacional). Na próxima foto, o plenário da Câmara dos Deputados.

DSC08843 DSC08850Outro lugar que deve ser visitado é o Memorial JK. Ali consta toda a história da Brasília. Além disso, JK está enterrado em seu interior.

DSC08863 DSC08865 DSC08876

Brasília possui excelente rede hoteleira e de restaurantes. Também, há muitos teatros e locais para shows. Sugiro que você pesquise o Clube do Choro (que fui agora nesta última ida), o Teatro Nacional (fui nas vezes anteriores), o Museu Nacional (que conheci agora também) e outros tantos lugares que possuem shows. Há excelentes shoppings, apesar de eu achar que shopping é igual em qualquer lugar do mundo e não seja este meu objetivo quando  viajo. Você pode, ainda, agendar passeio de barco pelo Lago Paranoá ou, simplesmente, desfrutar seu dia em algum dos restaurantes ou parques da cidade. Gosta de cachoeira? Também tem! Visite a do Poço Azul, que é linda e fica bem pertinho.

Como eu já disse, Brasília vai muito além daquilo que se vê na TV. Tem boa frota de táxi e uber e cabify funcionam muito bem, também. Leia mais aqui sobre esse destino tão especial.

E aí? Já emitiu a passagem?

andrea-barros-particular2 - Copia

Viagens

São Lourenço do Sul/RS: a Pérola da Lagoa

IMG_7851                Quando você pensa em ir à praia, logo vem à mente o mar e suas ondas barulhentas? E quando você pensa em descansar, você prefere ir para a Serra? Hum… Você precisa conhecer São Lourenço do Sul, aqui bem pertinho e que engloba praia e descanso. Já ouviu falar? Vem comigo que vou te mostrar um pouquinho, mas bem pouquinho mesmo, só para aguçar a sua curiosidade (ou matar a saudade, caso já conheça).

             São Lourenço do Sul é uma pequena cidade de colonização pomerana que fica no litoral sul do RS. São cerca de 60 km desde Pelotas, a terra do  doce, ou 200 km desde Porto Alegre. O acesso se dá via BR-116, em processo de duplicação.

IMG_7855               A praia é de água doce, pois está localizada à beira da Laguna dos Patos. É excelente para famílias com crianças e idosos, pois não há ondas, o que deixa o banho mais tranquilo. Ainda, possui vegetação nativa na organizada orla, sendo desnecessário levar guarda-sol. Lugar perfeito para relaxar.

IMG_7859               Nos finais de tarde, exercícios no calçadão que margeia a Lagoa, como dizem por lá. É um verdadeiro  deleite para os olhos. Prefere um chimarrão e um bom papo? Não tem problema, tem diversos bancos ao longo do caminho, para um encontro de amigos.

IMG_7860               Já sei: quer saber sobre restaurantes e hotéis? Sim, a cidade é bem servida deles. Há hotéis e pousadas para todos os gostos e bolsos. E há boas opções de restaurantes, tanto na praia como na cidade. Prefere alugar casa? Tem também. Mas se for carnaval, réveillon ou Páscoa, não deixe para a última hora, pois a cidade lota nesses eventos.

IMG_7864               São Lourenço é paz! No verão, é agito. Um local perfeito para um final de semana prolongado no inverno ou para o merecido descanso anual no verão. Tem passeios de barco com pausa para banho, tem festival nativista (o Reponte da Canção, geralmente em março), tem o MotoLagoa, tem passeio pela colônia… Tem história, tem cultura, tem diversão. Sim, uma excelente opção bem pertinho de você e com um excelente custo-benefício. Agende-se e vá conhecer a Pérola da Lagoa, a terra da noiva de preto.

IMG_7867 IMG_7870 IMG_7873 IMG_7875 andrea-barros-particular2 - Copia