Cultura

FRIDA KAHLO: UMA MULHER PROFUNDA, POR ANNA PRATES E MARTHA SOUZA!

palestra 1

Noite de Las ChicasRestaurante La Lupita Casa Mexicana Santa Maria, 07/02/2018

               As Mulheres Donas de Si tiveram uma noite inspiradora: reviveram a vida e a arte de Frida Kahlo apresentada por Anna Prates (Assistente Social) e Martha Souza (Enfermeira e Professora Universitária). Atividade que faz parte de um projeto cultural, que começa a ser desenvolvido por elas e pretende trazer para discussões, a contribuição de mulheres, que pela sua atuação histórica, como escritoras, professoras, políticas ou trabalhadoras de diversas áreas, foram capazes de causar mudanças, com reflexos nas nossas vidas.

frida_kahlo_exposicao_museu_imagem_som_espaco_porto_seguro

FRIDA KAHLO – 1907-1954 – Coyoacán/México.

               Frida Kahlo é o nome artístico de Magdalena Carmen Frida Kahlo Calderón. Pintora mexicana, conhecida pelos seus autorretratos de inspiração surrealista e também pelas suas fotografias. Frida viveu no século XX, mas nunca tentou se encaixar nos padrões da sua época.

         Teve sua saúde debilitada pela poliomielite aos seis anos (sequela no pé). Para enfrentar os preconceitos, seu pai estimulou que praticasse esportes tido como masculinos na época. Aos 18 anos sofreu um acidente de ônibus e ficou hospitalizada por longo tempo. Apesar de debilitada e incapacitada de andar, com um espelho pendurado em sua cama, pintou diversos quadros com a sua imagem. Entre 1922 e 1925 estudou desenho e modelagem na Escola Nacional Preparatória do Distrito Federal do México. Em 1929 casou-se com o pintor mexicano Diego Rivera.  Frida chamava atenção por exagerar nas roupas, enfeites, risos e gestos. Em 1939, já separada do marido, foi para Nova York onde fez sua primeira individual, com sucesso da crítica. Em seguida foi para Paris onde expôs suas obras. Nessa época, entra em contato com Pablo Picasso e Wassily Kandinsky. O Museu do Louvre adquire um de seus autorretratos. Apesar de passar por diversas cirurgias e usar um colete de gesso em consequência do acidente, Frida não parava de pintar. Sua obra recebia influência da arte indígena mexicana. Foi uma defensora dos direitos das mulheres, tornando-se um símbolo do feminismo. Viveu os últimos anos de sua vida na Casa Azul, no México, que desde 1958, abriga um museu em homenagem à pintora. Frida Kahlo faleceu em Coyoacán, no México, no dia 13 de julho de 1954.

27540782_2018349005099761_8122394365299145938_nM&A 3L&M 4antes palestra 3antes palestra 227783282_10213150206047799_793577149_n27847901_10213150204127751_754038283_n27783585_10213150205527786_1475491556_n27545078_1651070318321157_8408260284462463823_n“Bebi porque queria afogar minhas mágoas, mas agora as coisas malditas aprenderam a nadar”

L&M 5Frida 5chapéus 1M&Aleila 1FRIDA KAHLOFRIDA KAHLO 127783049_10213150203887745_1651853911_n27939589_10213150201807693_1483888197_n“Eu pinto autorretratos porque estou muitas vezes sozinha e porque eu sou a pessoa que eu conheço melhor”

27783281_10213150189687390_2044509590_nleila 227657198_1651070564987799_6554900514536794515_nMarleneFRIDA KAHLO 2comidinhasAcima Flautas La Lupita e abaixo Nachos La Lupita!

comidinhas 2A primeira camiseta das Mulheres Donas de Si a gente não esquece!

novas 3novas 2novas 127848843_10213150208247854_518901541_npalestra 2palestra 3“Onde não puderes amar, não te demores”

palestra 4palestra 5Palestra 6FRIDA 3M&A 2Obrigada Queridas Martha Souza e Anna Prates!L&M 3Esperamos que tenham gostado dessa publicação!

Um beijo das Mulheres Donas de Si!

Leila Moura e Marlene Sager

Fotos: Leila Moura, Lisiane Bohrer e Marlene Sager

 

Mensagem Anterior

Você Pode Gostar Também

Sem Comentários

Deixe uma resposta