Browsing Tag

teatro

14362598_863574930410033_7531128951065275189_o
Cultura, Entretenimento, Teatro

Autobiografia Autorizada, com Paulo Betti

Projeto que exibe em Santa Maria peças teatrais nacionais – Palco Treze, Theatro Treze de Maio – realiza nos dias 27 e 28 de setembro, o terceiro e último espetáculo desta edição. Nesta reta final apresenta “Autobiografia Autorizada”. Paulo Betti saiu do mundo rural onde o avô, um imigrante italiano, trabalhava para um fazendeiro negro. Filho de uma camponesa analfabeta, que mudou para a cidade onde foi empregada, mãe de 15 filhos (Paulo é o décimo quinto, temporão). Seu pai era esquizofrênico. Apesar disso, estudou em boas escolas, cursou um Ginásio Industrial em tempo integral, se formou pela Escola de Arte Dramática da USP e foi professor na Unicamp. O testemunho do ator, autor e diretor, que vai representar pai, mãe, avó e muitos outros personagens da própria vida, levará ao público uma peça divertida e emocionante.

 

Direção: Paulo Betti e Rafael Ponzi
Com: Paulo Betti
Quando: terça e quarta-feira (27 e 28/09), às 20h. Duração de 2 horas
Classificação: 12 anos
Onde: Theatro Treze de Maio (Praça Saldanha Marinho, s/nº). Fone: (55) 3028-0909
Quanto: R$ 40 (estudantes e idosos), R$ 60 (sócios do teatro) e R$ 80 (público geral)

Enfim-
Cultura, Teatro

Enfim, nós

Levar para o teatro o humor rápido e de tiros certeiros é a proposta da peça “Enfim, nós” que será apresentada nos dias 27 e 28 de agosto, às 19 horas, no Theatro Treze de Maio. Estrelada por Fernanda Vasconcellos e Cássio Reis, a montagem estreou em 2006, e desde então realizou temporadas no Rio de Janeiro e São Paulo, seguido de turnê por mais de 150 cidades. O espetáculo é sucesso por onde passa e tem sido apresentado como “uma deliciosa comédia dramática”, que busca ressaltar o humor inteligente.

A segunda atração do projeto Palco Treze conta a história de Zeca e Fernanda, um casal que está prestes a passar o seu primeiro Dia dos Namorados juntos desde que passaram a dividir o mesmo teto. A noite promete ser cheia de surpresas e tudo seria perfeito se um pequeno acidente doméstico não fizesse com que os dois fossem obrigados a passar a noite trancados no banheiro. A solidão a dois, entre aquelas quatro paredes de azulejos, faz com que ambos reflitam sobre a relação. E vai rolar uma DR (discussão de relação) no palco do Treze de Maio. Do confronto emergem ciúmes e manias de um que o outro não conhecia. A partir daí, além da tentativa de fuga constante, surgem vários acontecimentos inesperados, como um assalto feito pela empregada do casal sem que os dois tenham chance de reagir.

A peça foi escrita por dois experientes redatores, Bruno Mazzeo e Claudio Torres Gonzaga. O primeiro foi responsável pelos programas A Diarista, Cilada e Junto & Misturado. Já Claudio, que é também o diretor, tem no currículo as atrações Zorra Total, Sob Nova Direção e Divertics. A produção conta com cenário de Edward Monteiro, trilha de Mú Carvalho e iluminação de Luiz Paulo Nenen. Produção: Caravana Produções. Classificação: 14 anos.

INGRESSOS:

R$ 40 meia-entrada; R$ 60 sócios do Theatro e Clube do Assinante do Diário; R$ 80 público em geral.
Informações sobre valores e disponibilidade de ingressos pelo telefone 55 30280909.

O projeto Palco Treze tem o patrocínio cultural da Eny Calçados. Apoio: The Park Bar e Restaurante, Divino Restaurante e Eventos, Itaimbé Palace Hotel, Latino América Comunicação, SM Outdoor e Clube do Assinante Diário de Santa Maria.
Produção Executiva: Chili Produções Culturais.
Realização: Associação dos Amigos do Theatro Treze de Maio.
Financiamento: Sistema Pró-Cultura RS – Lei 13.490/10.
Divulgação Local: Ana Lucia Silva.

Cultura, Teatro

Nós Sempre Teremos Paris, com Françoise Forton e Maurício Baduh, é a atração do final do mês.

Sucesso de público e crítica Nós Sempre Teremos Paris, que tem o título inspirado na clássica frase da cena final de Casablanca, conta a história dos encontros e desencontros de um casal. As apresentações acontecem no Theatro Treze de Maio, nos dias 27 e 28 de julho com sessão às 20h em ambos os dias. Os ingressos custam R$50,00 para sócios do Theatro, Meia-entrada e Clube do assinante do Diário, R$80,00 antecipado para público geral e R$100,00 no dia do evento.paris

Ambientada num café no Boulevard Montparnasse, a peça de Artur Xexéo e direção de Jacqueline Laurence, com Françoise Forton, Maurício Baduh e mais 3 músicos ao vivo, é uma viagem romântico-musical, com toques de humor, pelo repertório francês mais amoroso do século XX. Em 60 minutos, os atores interpretam 16 canções francesas, entre elas “C’est si bom”, “La vie en rose” e até uma versão de “Garota de Ipanema”.

“Nós sempre teremos Paris é um musical de bolso, uma caixinha de música que conta a história de dois apaixonados, uma história delicada, intimista e absolutamente possível”, detalha Françoise. “Existe uma aproximação entre as culturas do Brasil e França, no que diz respeito ao pensamento, à poesia e ao sentimento”, diz a diretora Jacqueline Laurence, de nacionalidade francesa. “O texto foi escrito ao mesmo tempo em que eu escolhia as canções. De alguma maneira elas dormiam no meu inconsciente”, completa Xexéo. “Meu pai era francês e minha mãe falava em francês comigo em casa, então é afetivamente um resgate carinhoso de uma época da minha vida”, revela Françoise Forton que tem em sua trajetória profissional 45 peças, 32 novelas, participações em minisséries e seriados, 9 longas e a Dança dos Famosos. O ator Maurício Baduh revela porque aceitou o convite, “A oportunidade de compartilhar o palco com Françoise Forton e tantas emoções com a plateia é algo “irresistible”, inesquecível como aquela tarde naquele Café em Montparnasse, que marcou pra sempre a vida do casal em cena e certamente de tantos outros. Sonhemos. C’est si bon!”.

Na peça os personagens tiveram um encontro casual durante uma viagem de turismo a Paris, passaram a tarde juntos e perceberam que tinham vários interesses em comum. O provável casal se separou. Vinte anos depois voltam ao mesmo café de Paris, na expectativa de um reencontro e de, enfim, retomar o que poderia ser uma história de amor. No período em que os personagens estiveram afastados um do outro, mantiveram uma ligação com aquela tarde através de canções francesas como “La Mer”, “Et Maintenant?” e mais uma dezena de clássicos que formam a trilha sonora de suas vidas. “A prioridade é a interpretação, com a construção do ambiente romântico e humor dentro da cena. A peça é uma história musicada. Com piano, acordeon e violão, o espetáculo traz uma instrumentação mais intimista aliada às músicas que climatizam a cena”, define a diretora Jacqueline Laurence.

Elenco: Françoise Forton e Maurício Baduh
Texto: Arthur Xexeo
Direção: Jacqueline Laurence

IMG 02-
Entretenimento, Teatro

A Voz Humana, no Theatro Treze de Maio

Diante da dor de perder o amante para outra, uma mulher cai em desespero. E quem interpreta essa mulher com medo de se afastar de sua grande paixão é a atriz Claudia Ohana.

Claudia Ohana volta a Santa Maria no dia 29 de junho, no Theatro Treze de Maio, com a peça A VOZ HUMANA. Sozinha em cena e vivendo outra grande protagonista, ela mostra as loucuras da paixão e a relação humana de dependência com o telefone. O texto foi escrito pelo dramaturgo francês Jean Cocteau há mais de oitenta anos e continua mais moderno do que nunca. Em um a entrevista, a atriz comentou: “Sofrer de amor é sempre atual”.

O espetáculo será apresentado em duas sessões: às 19h e às 21h.

Classificação: 14 anos.

Ingressos limitados, à venda na bilheteria do Treze de Maio:

R$ 40 idosos e estudantes,
R$ 60 sócios do Theatro e Clube do Assinante do Diário de Santa Maria,
R$ 80 público em geral.

Informações: (55) 3028-0909.

IMG 02

13301443_1041842372573921_4746353710869677440_o
Cultura, Entretenimento, Teatro

Cris Pereira Ponto Show

O espetáculo

Cris Pereira Ponto Show apresenta seis personagens interpretados pelo ator e comediante Cris Pereira. O artista nascido na cidade de Novo Hamburgo no Rio Grande do Sul, traz aos palcos momentos do nosso dia a dia em formato de espetáculo humorístico. Personagens que retratam a vida de pessoas que estamos acostumados a encontrar na rua todos os dias. Essa grande celebração do humor nos remete aos momentos mais corriqueiros de nossas rotinas. O show, com média de uma hora e meia, aproxima a plateia de seus próprios conhecidos. Cris Pereira ponto show mostra em sua composição criaturas fictícias, mas que na realidade acabam se tornando os verdadeiros personagens da vida real.

E como a procura por ingressos está grande, o espetáculo agora terá duas sessões, às 17h e às 20h30, no dia 28 de maio de 2016 (sábado).

Local: Itaimbé Palace Hotel
Pontos de Venda:

  • Santino Artisan Gelato (na Floriano, próximo ao Calçadão e próximo à Medianeira)
  • MegaZen Viagens e Turismo – antiga Rotação Turismo (Serafim Valandro, 1086)
  • Vitor Hugo Automóveis (av. Evandro Behr, 1466)
  • Colchão Inteligente Santa Maria (av. Floriano Peixoto, 1357 sala 101)

Ingressos: Inteira: R$ 40,00 / Meia-entrada: R$ 20,00