Viagens

Viña San Esteban – Chile

A gente adora um bom vinho e o Chile, ao lado da Serra Gaúcha e da Argentina, é um paraíso, não é mesmo? Quem vai a Santiago pela primeira vez, geralmente visita a Concha y Toro e a famosa adega Casillero Del Diablo, que é muito legal. Com sorte, degusta o Don Melchor, o melhor vinho que é produzido lá, ao lado de outros bons rótulos. Contei um pouco aqui.

Só para variar, queríamos algo diferente, porque já tínhamos visitado a Concha y Toro e a Cousiño Macul na primeira vez em que lá estivemos. E acabamos descobrindo, na subida da Cordilheira dos Andes, rumo a Mendoza/AR, a Viña San Esteban, em que você se torna enólogo por um dia e ainda leva consigo uma garrafa com o seu próprio vinho. Não, você não entendeu errado: você faz o seu vinho.

Na subida, com sorte, você avista o Pico mais alto da América do Sul, o Aconcágua. E ainda passa ao lado de diversas plantações de frutíferas. Ah, nem preciso dizer que a estrada é linda, né?

Aconcágua

Aconcágua

 

San Esteban é um pequeno vilarejo incrustado nas montanhas da Cordilheira dos Andes, no Vale do Aconcágua, um dos diversos vales produtores de vinhos do Chile. O lugar é maravilhoso!

270

A visita começa exatamente pela adega. Atravessamos o galpão, onde repousa milhares de litros de vinho, saímos na porta dos fundos e visitamos a área industrial: desde o local do recebimento das uvas, fermentação nos toneis de aço inox, o envasamento e etiquetagem das garrafas.

272

Depois desta etapa, voltamos à adega e a guia explica a diferença entre as três principais cepas que são produzidas pela empresa: cabernet sauvignon, carménère e syrah. Degusta-se uma a uma, separadamente, buscando identificar, segundo as orientações recebidas, suas características. Depois, passamos a elaborar a nossa própria fórmula, conforme é ensinado.

277

Depois, mãos à obra: duas chances para criarmos o nosso próprio assemblage. Primeiro, a gente faz uma taça de cada, conforme as fórmulas montadas. Depois, escolhemos uma delas e fazemos uma garrafa inteira. Com a ajuda da nossa anfitriã, escrevemos o rótulo, colocamos a rolha e o lacre. E tcharam: saímos de lá com um vinho só nosso, com a nossa assinatura! Não é o máximo???!!!

297

Acha que a visita terminou? Nã-nã-ni-nã-não! Depois de ser enólogo por um dia, de comer nozes e passas deliciosas, produzidas pela própria empresa, passamos à degustação, propriamente dita (mesmo que já estejamos muito mais pra lá do que pra cá). Com o vinho top (Laguna Del Inca in Situ) da empresa, é servida uma empanada de carne deliciosa e enorme, para aplacar um pouco a fome e o que já bebemos.

No final, ainda compramos azeite de abacate, também produzido na vinícola. E dos nossos signature wines trouxemos garrafas extras. Uma garrafa está no preço. Se quiseres fazer outras extras, pagas em separado.

Gastamos em torno de R$ 250,00 ao todo (visita, 3 garrafas extras do nosso assemblage e um azeite de abacate), mas o preço do tour que nos levou até lá não está computado nesse valor. Trouxemos conosco uma experiência que não tem preço! Ah, este tour tem que ser reservado com antecedência mínima de 24h.

Graças ao Juan Vergara (info@itours.cl ou gatovergara@gmail.com) vivenciamos esta experiência diferente, que vamos levar para o resto de nossas vidas. Se fores ao Chile, reserva um dia para visitar esta vinícola, pois vale muito a pena!

Salud!

Ah, antes de terminar, convido vocês a curtirem a nossa página lá no facebook. Toda a semana tem post novo no blogue e você fica não perde nenhuma novidade! Do RS para o Mundo.

 

andrea barros particular2

Mensagem Anterior Próximo Post

Você Pode Gostar Também

Sem Comentários

Deixe uma resposta