Bem-Estar, Dicas

você conhece fotodepilação?

Quero conversar com você sobre Fotodepilação!

arte post fotodepilação 1 (1)

Há muito tempo depilação faz parte do dia a dia de mulheres e homens. A busca ocorre por vários motivos estética, foliculite (pelo encravado), conforto.  No mercado existem muitos métodos disponíveis, um deles é a Fotodepilação por Luz Intensa Pulsada, que vem ganhando cada vez mais adeptos por motivos de eficácia, durabilidade, custo e sensibilidade.

A Fotodepilação age através do mecanismo de fototermólise seletiva, que consiste na destruição de um alvo específico sem atingir estruturas adjacentes. Esse alvo é a melanina presente no pelo. Desse modo, quando mais pigmentado for o pelo mais eficaz será o resultado. Pelos claros e ruivos tornam o resultado mais difícil. Já pelos amelânicos não possuem resultado.

O calor da luz é absorvido pela melanina presente no pelo e conduzido até o folículo piloso ocasionando a destruição das células germinativas que o nutrem e sua posterior destruição.  O pelo possui três fases de crescimento e em apenas uma das fases é possível a condução de energia até o bulbo piloso, a olho nu não podemos distinguir qual fase encontra-se o pelo.  Por esse motivo são necessárias várias sessões.

O número de sessões depende da fisiologia de cada pessoa, cor do pelo cor da pele, sexo, idade, alterações hormonais, área a ser tratada, medicamentos utilizados.  Em média 10 sessões são suficientes para um resultado duradouro. Em geral o intervalo entre as sessões é 30 dias, pois é preciso respeitar a troca de fases do pelo.

A Fotodepilação é praticamente indolor, porém cada pessoa apresenta limiar de dor diferenciado.  Assim como efeitos secundários após a sessão dependem de cada organismo e cuidados. Ocasionalmente a pele pode ficar um pouco ruborizada e leve sensação de ardência que será tratada com hidratação específica recomendada. A utilização de filtro solar dependendo da exposição também deve ser indicada.

Existem algumas contra indicações totais e parciais no tratamento de Fotodepilação, como pele bronzeada, medicamentos fotossensíveis, gestante, diabetes, por exemplo, são impeditivos totais. Já herpes, implantes, próteses, preenchimento, tatuagens, entre outros são impeditivos locais.

Em média a cada 6 meses a 1 ano é necessário realizar manutenção, pois não existe hoje disponível um método que possa impedir o organismo de gerar novos folículos pilosos. A velocidade e quantidade de novos bulbos dependerão do organismo de cada pessoa.

Espero poder ajudar a esclarecer algumas dúvidas.

Gratidão por permitirem um momento do seu dia para ler esse artigo.

Abraços!

Adelita Penteado Mathias e Elize Francelle Einloft

Sócias Proprietárias da D’Pil Santa Maria

arte post fotodepilação 2

 

Fonte:  BORELLI, S. Cosmiatria em Dermatologia  – Usos e Aplicações. São Paulo, ED. Roca, 2ed, 2007.

Rua Dr. Bozano, 1.017
Centro – Santa Maria/RS
CEP: 97015-002
Tel: (55) 3026-3666
santamariacentro_rs@dpilbrasil.com.br
https://www.facebook.com/dpil.santamaria/
Mensagem Anterior Próximo Post

Você Pode Gostar Também

Sem Comentários

Deixe uma resposta